ANÁLISE DO EFEITO MODERADOR DA LIQUIDEZ NO MODELO DE RELEVÂNCIA DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL NO BRASIL

Authors

DOI:

https://doi.org/10.14392/ASAA.2020130204

Keywords:

Qualidade da Informação Contábil, Relevância da Informação Contábil, Liquidez de Ações

Abstract

Objetiva-se neste trabalho verificar a relação entre a liquidez das ações e a relevância da informação contábil. A lógica é analisar se os modelos que medem a qualidade dessas informações financeiras podem ser mais significativos em empresas cujas ações são mais líquidas, visto que espera-se que quando há maior liquidez das ações, há maior reação dos papéis e maior necessidade de informações financeiras a respeito da entidade. A amostra foi composta por todas as empresas com ações negociadas na Bovespa e com dados disponíveis, sendo 1220 observações de 2010 a 2016. Foram criadas variáveis dummy para segregar as observações consideradas líquidas, as quais compõem, necessariamente, os índices Bovespa ou BrX 50 ou com liquidez maior que 0,001. A análise de quatro modelos mostraram conjuntamente que o poder explicativo do preço das ações pelo Lucro Líquido foi alterado significativamente ao ser interagida com as variáveis dummy de segregação de empresas por liquidez. Foi possível concluir que quanto maior a liquidez, mais relevante é o Lucro na explicação do preço das ações. Além disso, os resultados mostraram que o impacto da liquidez utilizando o critério do IBrX 50 foi maior do que usando o IBOV e maior do que usando o corte de índice de liquidez em 0,001. Isso mostra que quanto mais restritiva for a classificação de uma ação como um título líquido, maior o impacto do Lucro no preço e, por conseguinte, maior a relevância dessa informação contábil para o mercado brasileiro de capitais. Assim, este estudo permitiu identificar que a liquidez influencia a relevância da informação contábil, seja como fator condicionante por conta de que apenas ações com alta liquidez são capazes de confirmar a hipótese de eficiência semi-forte de mercado, ou seja, como fator impulsionador por conta de que empresas com maiores liquidez são mais acompanhadas e possuem maior demanda por informações de alta qualidade.

Downloads

Download data is not yet available.

References

Almeida, J. E. F. D. (2010). Qualidade da informação contábil em ambientes competitivos (Doctoral dissertation, Universidade de São Paulo). DOI: 10.11606/T.12.2010.tde-29112010-182706

Antunes, G. A., Teixeira, A. J. C. D., Costa, F. M. D., & Nossa, V. (2010). Efeitos da adesão aos níveis de governança da Bolsa de Valores de São Paulo na qualidade da informação contábil. Advances in Scientific and Applied Accounting, 3(1), 109-138. DOI: 10.14392/ASAA.2010010105

Amihud, Y. (2002). Iliquidity and stock returns: cross-section and time series effects. Journal of Financial Markets, 5, 31–56. DOI: 10.1016/S1386-4181(01)00024-6

Amihud, Y., Mendelson, H., & Pedersen, L. H. (2005). Liquidity and asset prices. Foundations and Trends in Finance, 1(4). DOI: 10.1561/0500000003

Ball, R., & Brown, P. (1968). An empirical evaluation of accounting income numbers. Journal of Accounting Research, 6, 159–177. DOI: 10.2307/2490232

Bhattacharya, N., Desai, H., & Venkataraman, K. (2013). Does earnings quality affect information asymmetry? Evidence from trading costs. Contemporary Accounting Research, 30(2), 482-516.

Beaver, W. (1968). The information content of annual earnings announcements. Journal of Accounting Research, Supplement 6, 67-92. DOI: 10.2307/2490070

Beisland, L. A., & Hamberg, M. (2013). Earnings sustainability, economic conditions and the value relevance of accounting information. Scandinavian Journal of Management, 29(3), 314-324. DOI: 10.1016/j.scaman.2013.02.001

BIS (1999). Market Liquidity: Research Findings and Selected Policy Implications – Report of a Study Group established by the Committee on The Global Financial System of the central banks of the Group of Ten countries, Basle: Bank for International Settlements. Recuperado de: http://www.bis.org/publ/cgfs11.htm

BM&FBOVESPA. (2014). Histórico de adequações metodológicas dos índices da BM&FBOVESPA.

BM&FBOVESPA. (2015,a). Metodologia do Índice Bovespa. Recuperado de: http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/produtos/indices/indices-amplos/indice-bovespa-ibovespa.htm

BM&FBOVESPA. (2015,b). Metodologia do Índice Brasil 50. Recuperado de: http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/produtos/indices/indices-amplos/indice-brasil-50-ibrx-50.htm

Bortolon, P. M., & Silva Junior, A. (2015). Fatores Determinantes para o Fechamento do Capital de Companhias Listadas na BM&FBOVESPA. R. Cont. Fin., 26 (68), 140-153. DOI: 10.1590/1808-057x201500910

Brooks, C. (2002). Introductory Econometrics for Finance. Cambridge, U.K.: Cambridge University Press.

Brown, S., & Hillegeist, S. A. (2003). Disclosure quality and information asymmetry. Kellogg School of Management, Evanston, IL.

Brugni, T. V., Sarlo Neto, A., Bortolon, P. M., & Góes, A. O. S. Uma avaliação da governança corporativa à luz do modelo de Ohlson: evidências empíricas no mercado de capitais brasileiro. Anais de congresso VI Anpcont, 2012.

Carvalho, A. G., & Tolentino, R. A. (2010). Efeitos da estabilização em IPOs sobre a liquidez de longo prazo. Revista Brasileira de Finanças, 8 (3), 307–328. DOI: 10.12660/rbfin.v8n3.2010.2559

Collins, D. W., Maydew, E. L., & Weiss, I. S. (1997). Changes in the value-relevance of earnings and book values over the past forty years. Journal of Accounting and Economics, 24, 39-67. DOI: 10.1016/S0165-4101(97)00015-3

Cormier, D., & Magnan, M. L. (2016). The advent of IFRS in Canada: incidence on value relevance. Journal of International Accounting Research, 15(3), 113-130. DOI: 10.2308/jiar-51404

Correia, L. F., & Amaral, H. F. (2014). Determinantes da liquidez de mercado de ações negociadas na BM&FBOVESPA. Brasilian Business Review, 11 (6). DOI:

15728/bbr.2014.11.6.4

CPC-Comitê Dos Pronunciamentos Contábeis. (2011). Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro.

CVM. (2014). Mercado de Valores Mobiliários Brasileiros. Comissão de Valores Mobiliários.

CVM. (2017). Impactos da recompra de ações em bolsa na liquidez de longo prazo. Recuperado de: www.cvm.gov.br

Dechow, P. M., Ge, W., & Schrand, C. (2010). Understanding earnings quality: a review of the proxies, their determinants and their consequences. Journal of Accounting and Economics, 50, (2), 344-401. DOI: 10.1016/j.jacceco.2010.09.001

Elias, C. O., Cunha, M. F., Meyrelles Filho, S. F., & Queiroz, S. F. (2015). Valor de mercado versus liquidez: um estudo a partir dos índices amplos como referência. Anais do I congresso UFU de contabilidade, Uberlândia, MG, Brasil.

Faccini, L. (2015). Mercado de valores mobiliários. Grupo Gen-Editora Método Ltda.

Fama, E. F., & French, K. R. (1993). Common risk factors in the returns on stocks and bonds. Journal of Financial Economics, 33 (1), 3-56. DOI: 10.1016/0304-405X(93)90023-5

Gil, A. (2015). Como elaborar projetos de pesquisa. –reimpr.– São Paulo: Atlas, 2007.

Grossman, S., & Stiglitz, J. E. (1980). On the impossibility of informationally efficient markets. American Economic Review, 70, 393-408. DOI: stable/1805228

Heflin, F., Shaw, K. W., & Wild, J. J. (2000). Disclosure quality and market liquidity. Available at SSRN 251849.

Kothari, S. P. (2001). Capital markets research in accounting. Journal of Accounting and Economics, 31, 105-231. DOI: 10.1016/S0165-4101(01)00030-1

Lameira, L. D. (2005). Determinantes do nível de liquidez das firmas brasileiras (Doctoral dissertation).

Lopes, A. B. (2001). A relevância da informação contábil para o mercado de capitais: o modelo de Ohlson aplicado à Bovespa. 308f. Tese de Doutorado em Contabilidade e Controladoria, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Lopes, A. B. (2009). The Relation Between Firm-specific Corporate Governance, Cross-listing and the Informativeness of Accounting Numbers in Brazil. Thesis. Manchester Business School, University of Manchester, England

Lopes, A. B. (2012). Contabilidade e finanças no Brasil. Atlas.

Lopes, A. B., de Sant'Anna, D. P., & da Costa, F. M. (2007). A relevância das informações contábeis na Bovespa a partir do arcabouço teórico de Ohlson: avaliação dos modelos de Residual Income Valuation e Abnormal Earnings Growth. Revista de Administração, 42(4), 497-510. DOI: 10.1590/S0080-21072007000400009

Macedo, M. A. S., Araújo, M. B. V., & Braga, J. P. (2012). Impacto do processo de convergência às normas internacionais de contabilidade na relevância das informações contábeis. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 6(4). DOI: 10.17524/repec.v6i4.611

Macedo, M. A. S., Machado, M. A. V., & Machado, M. R. (2013). Análise da relevância da informação contábil no Brasil num contexto de convergência às normas internacionais de contabilidade. Revista Universo Contábil, 9(1), 65-85. DOI: 10.4270/RUC.2013104

Machado, M. A. V., & Medeiros, O. R. (2012). Existe o efeito liquidez no mercado acionário brasileiro? Brazilian Business Review, 9 (4), 28-51. DOI: 10.15728/bbr.2012.9.4.2

Machado, M. A. V., Macedo, M. A. S., & Machado, M. R. (2015). Análise da relevância do conteúdo informacional da DVA no mercado brasileiro de capitais. Revista Contabilidade & Finanças, 26(67), 57-69. DOI: 10.1590/1808-057x201512240

Martins, G. A., & Theóphilo, C. R. (2016). Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. Atlas.

Mishra, D. P., Heide, J. B., & Cort, S. G. (1998). Information asymmetry and levels of agency relationships. Journal of marketing Research, 35(3), 277-295.

Murcia, F. D., & Machado, M. V. (2013). Impacto do nível de disclosure corporativo na liquidez das ações de companhias abertas no brasil. Revista Contabilidade Vista & Revista, 24 (3), 54-77.

Ohlson, J. (1995). Earnings, book values and dividends in equity valuation. Contemporary Accounting Research, 11 (2), 661-687. DOI: 10.1111/j.1911-3846.1995.tb00461.x

Perobelli, F. F. C., Famá, R., & Sacramento, L. C. (2016). Relações entre liquidez e retorno nas dimensões contábil e de mercado no Brasil. Revista Contabilidade & Finanças, 27 (71), 259-272. DOI: 10.1590/1808-057x201601530

Pinheiro, J. L. (2014). Mercado de Capitais. Atlas.

Potin, S. A., Bortolon, P. M., & Sarlo Neto, A. (2016). Hedge Accounting no Mercado Acionário Brasileiro: Efeitos na Qualidade da Informação Contábil, Disclosure e Assimetria de Informação. Revista Contabilidade & Finanças, 27(71), 202-216. DOI: 10.1590/1808-057x201602430

Queiroz, J. M. (2015). Efeitos das hipóteses da teoria positiva da contabilidade na qualidade da informação contábil. (Master's thesis, Universidade Federal do Espírito Santo).

Queiroz, J. M., & Almeida, J. E. F. (2017). Efeitos das Hipóteses da Teoria Positiva da Contabilidade na qualidade da informação contábil. Revista Universo Contábil, 13(3), 50-69. DOI: 10.4270/ruc.2017318

Rezende, A. J. (2005). A relevância da informação contábil no processo de avaliação de empresas da nova e velha economia-uma análise dos investimentos em ativos intangíveis e seus efeitos sobre value-relevance do lucro e patrimônio líquido. BBR-Brazilian Business Review, 2(1), 33-52. DOI: 10.15728/bbr.2005.2.1.3

Rocha, A. (2011). Ibovespa ou IBrX? Valor Investe. Recuperado em 15 de Janeiro de 2018 de: http://www.valor.com.br/valor-investe/o-estrategista/1019138/ibovespa-ou-ibrx.

Silva, A., Souza, T. R., & Klann, R. C. (2017). A influência dos ativos intangíveis na relevância da informação contábil. Revista Contemporânea de Contabilidade, 14(31), 26-45. DOI: 10.5007/2175-8069.2017v14n31p26

Silva, A., Heinzen, C., Klann, R. C., & Lemes, S. (2018). Relação entre o Conservadorismo e a Relevância das Informações. Advances in Scientific and Applied Accounting, 11(3), 502-516. DOI: 10.14392/asaa.2018110308

Silveira, A. D. M. D., Perobelli, F. F. C., & Barros, L. A. B. D. C. (2008). Governança corporativa e os determinantes da estrutura de capital: evidências empíricas no Brasil. Revista de Administração Contemporânea, 12(3), 763-788. DOI: 10.1590/S1415-65552008000300008

Smith, J. K. (1987). Trade credit and informational asymmetry. The journal of finance, 42(4), 863-872.

Terra, P. R. S., & Lima, J. B. N. D. (2006). Governança corporativa e a reação do mercado de capitais à divulgação das informações contábeis. Revista Contabilidade & Finanças, 17(42), 35-49. DOI: 10.1590/S1519-70772006000300004.

Vieira, K. M., & Becker, J. L. (2011). Modelagem de equações estruturais aplicada à reação a bonificações e desdobramentos: integrando as hipóteses de sinalização, liquidez e nível ótimo de preços. Revista Brasileira de Finanças 9(1), 69–104. DOI: 10.12660/rbfin.v9n1.2011.1916

Vieira, K. M., Ceretta, P. S., & Fonseca, J. L. (2011). Influence of variation of liquidity in asset pricing: panel analysis of the Brazilian market for the period January 2000 to June 2008. Brasilian Business Review, 8(3), 40 – 63. DOI: 10.15728/bbr.2011.8.3.3

Vieira, K. M., Júnior, A. A. J., & Righi, M. B. (2015). O papel da liquidez e suas múltiplas dimensões no retorno das ações: um estudo com dados em painel do mercado brasileiro. Revista Contemporânea de Economia e Gestão, 13 (2). DOI: 10.19094/contextus.v13i2.451

Vieira, K. M., & Procianoy, J. L. (2003). Reação dos investidores a bonificações e desdobramentos: o caso brasileiro. Revista de Administração Contemporânea, 7 (2), 9-33. DOI: 10.1590/S1415-65552003000200002

Watts, R. L., & Zimmerman, J. L. (1986). Positive accounting theory. Englewood Cliffs: Prentice Hall.

Published

31/08/2020

How to Cite

Delvizio, P. C., Macedo, M. Álvaro da S., Queiroz, J. M., & Lopes, P. da S. (2020). ANÁLISE DO EFEITO MODERADOR DA LIQUIDEZ NO MODELO DE RELEVÂNCIA DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL NO BRASIL. Advances in Scientific and Applied Accounting, 13(2), 067–088. https://doi.org/10.14392/ASAA.2020130204

Issue

Section

ARTIGOS

Most read articles by the same author(s)