DECLARAÇÃO DE MISSÃO EM PAÍSES LATINO-AMERICANOS: EFETIVIDADE E FATORES CONTINGENCIAIS

Authors

  • Vanessa de Quadros Martins Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS
  • Carlos Alberto Diehl Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS
  • Antônio Carlos Brunozi Junior Universidade Federal de Viçosa - UFV

Keywords:

Sistema de Crenças. Missão. Teoria da Contingência.

Abstract

O objetivo do sistema de crenças é comunicar formalmente os valores básicos, propósito e direção para a organização. Esses valores fundamentais estão ligados à estratégia de negócios da empresa. Para essa pesquisa considerou-se a missão, que é um instrumento do sistema de crenças e estabelece as direções das atividades pelas organizações. As declarações de missão podem ser influenciadas por fatores externos e internos na organização. Partindo disso, a pesquisa avaliou a efetividade das declarações de missões, conforme o modelo de Pearce e David (1987), e sua relação com os fatores contingenciais. Para testar essas predições, fundamentando-se na teoria da contingência, a pesquisa contemplou uma amostra de 364 empresas da Argentina, Brasil, Chile, México e Peru no período de 2015. Utilizou-se de técnica qualitativa para a análise hermenêutica do conteúdo das missões. A segunda etapa contemplou análise quantitativa, com o uso de regressão linear múltipla. Os resultados evidenciaram que a hipótese foi rejeitada, pois apenas um dos fatores contingenciais (estratégia) apresentou significância. Verificou-se que nenhuma das missões analisadas apresentam todos os oito elementos do modelo, sendo que a maioria delas possui entre dois e quatro elementos. Dentre esses elementos, os mais frequentes foram serviço oferecido e conceito próprio, encontrados em mais de 70% das missões analisadas. A análise hermenêutica evidenciou uma ampla gama de palavras utilizadas na construção das missões, sendo as mais utilizadas clientes, qualidade, valor, desenvolvimento e acionistas. Ao reforçar a importância do sistema de crenças, considerando o papel da missão e mostrando que a divulgação dos elementos pode auxiliar as empresas em suas estratégias, este estudo contribui para a análise das relações entre os fatores contingenciais e a efetividade do enunciado da missão. uma nova perspectiva sobre o uso da teoria da contingência, na qual o uso de dados secundários foi feito para tentar estabelecer essa relação.

Downloads

Download data is not yet available.

References

accounting practices in Malaysian medium-sized firms. Journal of Small Business and Enterprise Development, 22(4), 762-781.

Bart, C.K. (1997). Industrial firms and the power of mission. Industrial Marketing Management, 26(4), 371–383.

Bart, C. K. & Baetz, M. C. (1998). The relationship between mission statements and firm performance: an exploratory study. Journal of management studies, 35(6), 823-853.

Bart, C. K., & Tabone, J. C. (1999). Mission statement content and hospital performance in the Canadian not-for-profit health care sector. Health Care Management Review, 24(3), 18-29.

Babnik, K., Breznik, K., Dermol, V. & Širca, N. T. (2014). “The mission statement: organizational culture perspective”. Industrial Management & Data Systems, Vol 114 No. 4, pp. 612-627.

Balsam, S., Fernando, G. D., & Tripathy, A. (2011). The impact of firm strategy on performance measures used in executive compensation. Journal of Business Research, 64(2), 187-193.

Bart, C.K. (2006), “Mission profitable”, The Canadian Manager, Vol. 31 No. 3, p. 20-21.

Bedford, D. S., & Speklé, R. F. (2018). Construct validity in survey-based management accounting and control research. Journal of Management Accounting Research.

Beuren, I. M., & Fiorentin, M. (2014). Influência de Fatores Contingenciais nos Atributos do Sistema de Contabilidade Gerencial: um estudo em empresas têxteis do Estado do Rio Grande do Sul. Revista de Ciências da Administração, 16(38), 195-212.

Biloslavo, R. (2004). Web-based mission statements in Slovenian enterprises. Journal for East European Management Studies, 265-277.

Brunozi Júnior, A. C., Haberkamp, A. M., Alves, T. W., & Kronbauer, C. A. (2015). Efeitos das IFRS no conservadorismo contábil: Um estudo em companhias abertas dos países membros do GLENIF. Revista Ambiente Contábil, 7(2), 76-100.

Chenhall, R. H. (2003). Management control systems design within its organizational context: findings from contingency-based research and directions for the future. Accounting, organizations and society, 28(2-3), 127-168.

Chenhall, R. H. (2006). Theorizing contingencies in management control systems research. Handbooks of management accounting research, 1, 163-205.

Chun, R., & Davies, G. (2001). E-reputation: The role of mission and vision statements in positioning strategy. Journal of Brand Management, 8(4), 315-333.

Coral, S.M., de Souza, P., & Lunkes, R. J. (2014). Misión institucional: Análisis de los principales elementos propuestos por Pearce II (1982) presentes en las misiones de los hoteles de Santa Catarina, Brasil. Estudios y perspectivas en turismo, 23(3), 467-483.

Daske, H., Hail, L., Leuz, C., & Verdi, R. (2013). Adopting a label: Heterogeneity in the economic consequences around IAS/IFRS adoptions. Journal of Accounting Research, 51(3), 495-547.

David, F. R., & David, F. R. (2003). It's time to redraft your mission statement. Journal of Business Strategy, 24(1), 11-14.

David, M. E., David, F. R., & David, F. R. (2014). Mission statement theory and practice: a content analysis and new direction. International Journal of Business, Marketing, & Decision Science, 7(1).

Diehl, C. A. (2009). Gestão Estratégica de Custos: identificando o alinhamento estratégico em uma empresa de segurança. Contabilidade Vista & Revista, 17(1), 69-97.

Donaldson, L. (2006). Teoria da Contingência Estrutural, in: Clegg, Stewart R. Hardy, Cynthia. Nord, Walter R (Ed.), Handbook de Estudos Organizacionais. Modelos de Análise e Novas Questões em Estudos Organizacionais. Atlas: São Paulo.

Donaldson, L. (2001). The Contingency Theory of Organizations. Sage: Nova Delhi.

Donaldson, L. (2006). Teoria da Contingência Estrutural. In: Clegg, Stewart R. Hardy, Cynthia. Nord, Walter R. Handbook de Estudos Organizacionais. Modelos de análise e novas questões em estudos organizacionais. São Paulo: Atlas.

Fauzi, H., & Abdul Rahman, A. (2008). The role of control system in increasing corporate social performance: The use of levers of control.

Fitzgerald, C., & Cunningham, J. A. (2016). Inside the university technology transfer office: mission statement analysis. The Journal of Technology Transfer, 41(5), 1235-1246.

Galbraith, J. R. (2002). Organizing to deliver solutions. Organizational dynamics, 31(2), 194.

Gonzaga, R. P., Cruz, A. P. C. D., Pereira, C. A., & Luz, A. T. M. D. (2015). Associação entre missão institucional declarada por empresas brasileiras e seus indicadores de desempenho.

Gujarati, D. (2010). Econometria básica. Elsevier: Rio de Janeiro.

Jaroseski, S. & Diehl, C. A. (2013). Configuração organizacional e grau de centralização na tomada de decisão: um estudo em empresas brasileiras. In Anais do 13º Congresso Internacional de Custos, OTOC, Porto/Portugal.

Haldma, T., & Lääts, K. (2002). Contingencies influencing the management accounting practices of Estonian manufacturing companies. Management accounting research, 13(4), 379-400.

Hirota, S., Kubo, K., Miyajima, H., Hong, P., & Won Park, Y. (2010). Corporate mission, corporate policies and business outcomes: evidence from Japan. Management Decision, 48(7), 1134-1153.

Kemp, S., & Dwyer, L. (2003). Mission statements of international airlines: a content analysis. Tourism management, 24(6), 635-653.

Khalifa, A. S. (2012). Mission, purpose, and ambition: redefining the mission statement. Journal of Strategy and Management, 5(3), 236-251.

King, D. L., Case, C. J., & Premo, K. M. (2012). An International Mission Statement Comparsion: United States, France, Germany, Japan, and China. Academy of Strategic Management Journal, 11(2), 93.

King, D. L., & Case, C. J. (2013). 2012 Mission statements: a ten country global analysis. Academy of Strategic Management Journal, 12(1).

Klemm, M., Sanderson, S., & Luffman, G. (1991). Mission statements: Selling corporate values to employees. Long range planning, 24(3), 73-78.

Lima, L., Silva, L.L.P. & Horostecki, M.F. (2011). Cultura organizacional. In Anais do 8º Seminários de Gestão, SEGET, Rio de Janeiro.

Lombardi, M. F.S., & Brito, E. P.Z. (2010). Incerteza subjetiva no processo de decisão estratégica: uma proposta de mensuração. RAC-Revista de Administração Contemporânea, 14(6).

Major, M. J. (2009). Reflexão sobre a investigação em contabilidade de gestão. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, 8(1), 43-50.

Massaro, M., Bardy, R., & Pitts, M. (2012). Supporting creativity through knowledge integration during the creative processes. A management control system perspective. Electronic Journal of Knowledge Management, 10(3).

Mussoi, A., Lunkes, R. J., & Da Silva, R. V. (2011). Missão institucional: uma análise da efetividade e dos principais elementos presentes nas missões de empresas brasileiras de capital aberto. REGE Revista de Gestão, 18(3), 361-384.

Oliveira, A. S., & Callado, A. A. C. (2018). Fatores contingenciais e o controle gerencial: uma avaliação em organizações não governamentais (ongs) brasileiras. Advances in Scientific and Applied Accounting, 11(1), 092-109.

Oliveira, M. C. D., Portella, A. R., Ferreira, D. D. M., & Borba, J. A. (2016a). Comunicação de Responsabilidade Socioambiental na Missão, Visão e Valores de Empresas da BM&FBovespa; e da Fortune 500. Contabilidade, Gestão e Governança, Brasília, 19(2), 192-210.

Oliveira, K. G., Rech, I. J., Cunha, M. F. & Pereira, C. C. (2016b). Evidenciação dos fatores contingenciais nas empresas do setor do agronegócio, segundo os preceitos da Teoria Contingencial. Custos e @gronegócio online,12(1), 49-72.

Pearce II, J. A. (1982). The company mission as a strategic tool. Sloan Management Review 23(3), 15-24.

Pearce, J. A., & David, F. (1987). Corporate mission statements: The bottom line. Academy of Management Perspectives, 1(2), 109-115.

Penco, L., Profumo, G., & Scarsi, R. (2017). The Quality of Cruise Companies' Mission Statements: A Content Analysis. International Journal of Transport Economics= Rivista Internazionale de Economia dei Trasporti, 44(2).

Philipps, A. (2013). Mission statements and self-descriptions of German extra-university research institutes: a qualitative content analysis. Science and Public Policy, 40(5), 686-697.

Porter, M. (1986). Estratégia competitiva: técnicas para análise de industrias e concorrência. Campus: Rio de Janeiro.

Scarioli, D. P., Silva, C. L. O., & Castro, J. M. (2013). A influência do ambiente e da cultura organizacional no papel da área de recursos humanos: um estudo comparativo de casos em duas empresas de médio porte. Revista Alcance, 19(4 (Out-Dez)), 441-460.

Silva, T.B.J., Lay, L.A., Bambino, A.C., Lavarda, C.E.F. & Zonatto, V.C.S. (2015). Fatores explicativos da efetividade da missão institucional das empresas brasileiras. In Anais do 18º SemeAd, USP, São Paulo.

Silva, M. Z., Scarpin, J. E., Rocha, W., & Domenico, D. (2014). Fatores contingenciais que contribuem para a decisão de modificação do sistema de custeio: estudo de caso em uma indústria moageira. Revista de Administração-RAUSP, 49(2).

Simons, R. (1995). Levers of control: how managers use innovative control systems to drive strategic renewal. Harvard Business Press: Boston.

Souza, P., Coral, S. M., & Lunkes, R. J. (2014). Missão organizacional: análise dos principais elementos propostos por Pearce II (1982) presentes nas missões dos hotéis do Sul do Brasil. Podium Sport, Leisure and Tourism Review, 3(1), 94-105.

Sun, Y., & Jiang, J. (2014). Metaphor use in Chinese and US corporate mission statements: A cognitive sociolinguistic analysis. English for Specific Purposes, 33, 4-14.

Tessier, S., & Otley, D. (2012). A conceptual development of Simons’ Levers of Control framework. Management Accounting Research, 23(3), 171-185.

Zanin, D. F., Panhoca, L., Almeida, L. B., Silva, F. F., & Anzilago, M. (2017). Fatores contingenciais que influenciam no resultado da ecoeficiência: Estudo de multicascos em pecuária leiteira no município de Verê – PR. Revista de Contabilidade da UFBA, 11(3), 31-50.

Zhou, H., Xiong, Y., & Ganguli, G. (2009). Does the adoption of international financial reporting standards restrain earnings management? Evidence from an emerging market. Academy of Accounting and Financial Studies Journal, 13, 43.

Published

12/03/2019

How to Cite

Martins, V. de Q., Diehl, C. A., & Brunozi Junior, A. C. (2019). DECLARAÇÃO DE MISSÃO EM PAÍSES LATINO-AMERICANOS: EFETIVIDADE E FATORES CONTINGENCIAIS. Advances in Scientific and Applied Accounting, 11(3), 464–483. Retrieved from https://asaa.anpcont.org.br/index.php/asaa/article/view/453

Issue

Section

ARTIGOS

Most read articles by the same author(s)