RAZÕES E INFLUÊNCIAS PARA A EVASÃO UNIVERSITÁRIA: UM ESTUDO COM ESTUDANTES INGRESSANTES NOS CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DE INSTITUIÇÕES PÚBLICAS FEDERAIS DA REGIÃO SUDESTE

Autores

  • Jacqueline Veneroso Alves da Cunha Universidade Federal de Minas Gerais
  • Eduardo Mendes Nascimento Universidade Federal de Minas Gerais
  • Samuel de Oliveira Durso Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Evasão, Ciências Contábeis, Ensino Superior

Resumo

A evasão universitária é um problema que cerca as Instituições de Ensino Superior, tanto públicas quanto privadas. O abandono do curso gera desperdícios financeiros, sociais e acadêmicos. Nesse contexto, verifica-se uma intensificação dos estudos sobre evasão no ensino superior nas últimas décadas, apesar de poucos na área contábil, o que evidencia a necessidade de se estudar esse contexto. Assim, o objetivo desta pesquisa é buscar evidências que permitam identificar as variáveis que poderiam determinar a evasão de estudantes do curso de Ciências Contábeis em IES públicas no seu primeiro ano de graduação. Adicionalmente, buscou-se analisar as características socioeconômicas desses estudantes e as possíveis influências que os fizeram optarem pelo curso. Aplicou-se um questionário a 348 estudantes, ingressantes no ano de 2013, em 6 universidades federais da região sudeste do Brasil. Percebeu-se, que de modo geral, os estudantes não parecem estar propensos a abandonar o curso, pois dos 20 fatores apresentados como capazes de influenciá-los na decisão de abandono do curso nenhum obteve média maior que 3,3 (as notas poderiam variar entre 0 e 10). Esse resultado pode indicar que os estudantes ingressaram significativamente entusiasmados com o curso, apesar de haver indícios de que a escolha do curso não foi um processo bem orientado. Exatamente por essa razão, a frustração que o estudante poderia ter ao perceber suas expectativas frustradas o faria se sentir desmotivado, o que poderia influenciá-los a abandonar o curso no futuro. Portanto, a convicção de uma escolha, e o entusiasmo resultante, não significa que o indivíduo mostrará as atitudes e habilidades que concretizarão suas pretensões profissionais e, diante dos obstáculos que colocarão à prova esta certeza e a força do seu comprometimento poderão ruir e resultar em evasão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacqueline Veneroso Alves da Cunha, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutora em Controladoria e Contabilidade pela FEA/USP. Professor do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Minas Gerais.

Eduardo Mendes Nascimento, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorando em Controladoria e Contabilidade pela FEA/USP. Professor do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Minas Gerais.

Samuel de Oliveira Durso, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestre em Ciências Contábeis pela FACE/UFMG

Publicado

09/08/2016

Como Citar

Cunha, J. V. A. da, Nascimento, E. M., & Durso, S. de O. (2016). RAZÕES E INFLUÊNCIAS PARA A EVASÃO UNIVERSITÁRIA: UM ESTUDO COM ESTUDANTES INGRESSANTES NOS CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DE INSTITUIÇÕES PÚBLICAS FEDERAIS DA REGIÃO SUDESTE. Advances in Scientific and Applied Accounting, 9(2), 141–161. Recuperado de https://asaa.anpcont.org.br/index.php/asaa/article/view/260

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)