INFLUÊNCIA DA DIVULGAÇÃO DO GUIDANCE NAS ESCOLHAS CONTÁBEIS E GERENCIAMENTO DE RESULTADOS: UM ESTUDO DE DADOS EM PAINEL COM COMPANHIAS DO IBOVESPA

Authors

  • José Luiz Souza Universidade Estadual de Maringá
  • Simone Leticia Raimundini Sanches Universidade Estadual de Maringá
  • Eliane Cristina de Araújo Sbardellati Universidade Estadual de Maringá
  • Marguit Neumann Universidade Estadual de Maringá

Keywords:

Guidance, Escolhas Contábeis, Gerenciamento de Resultados, Projeções de Resultados, Empresas Brasileiras.

Abstract

O objetivo desta pesquisa é verificar se a divulgação do guidance das companhias que compõe o índice IBOVESPA influencia o gerenciamento de resultados, por meio de escolhas contábeis com accruals discricionários, para atingir ou minimizar erros de projeções de resultados. A amostra do estudo compreende 43 companhias que constituem o índice IBOVESPA. O período analisado foi de 2011 a 2016, totalizando 258 observações. Os dados foram analisados por meio de dados em painel balanceado. A proxy do gerenciamento de resultados foi o accrual discricionário (AD), estimados por meio do modelo Jones Modificado; as variáveis de controle foram tamanho, crescimento, retorno sobre o ativo (ROA) e alavancagem financeira. Os resultados dos testes estatísticos indicam que a divulgação do guidance influencia o gerenciamento de resultados, quando as projeções incluem variáveis relacionadas ao resultado (lucros ou earnings before interest, taxes, depreciation and amortization). Divulgações sobre investimentos e CAPEX não tem relação com o gerenciamento de resultados. As limitações da pesquisa são: utilização de informações não auditadas; amostra não probabilística; curto período de análise; falta de comparação internacional e o modelo econométrico empregado. Esse estudo traz implicações práticas para stakeholders que utilizam informação contábil-financeira para análises. A principal contribuição é que o tipo de informação divulgada no guidance determina sua ligação com as escolhas contábeis e práticas de gerenciamento de resultados. 

Guidance; Escolhas Contábeis; Gerenciamento de Resultados; Projeções de Resultados; Empresas Brasileiras.

Downloads

Download data is not yet available.

References

Agapova, A., & Madura, J. (2016). Market uncertainty and earnings guidance. Quarterly Review of Economics and Finance, 61(1), p. 97–111.

Anhalt, A. (2007). Guidance: entre o risco e a segurança. Revista Relações Com Investidores - RI, (110), p. 31–33.

Baptista, E. B. M. (2009). Teoria em Gerenciamento de Resultados. Revista de Contabilidade UFBA, 3(2), p. 5–20.

Bergstresser, D., & Philippon, T. (2006). CEO incentives and earnings management. Journal of Financial Economics, 80(3), p. 511–529.

Bhojraj, S., Libby, R., & Yang, H. (2011). Guidance Frequency and Guidance Properties: The Effect of Reputation-Building and Learning-by-Doing [Working Paper School of Accountancy at Institutional Knowledge]. Singapore Management University, Singapore. Recuperado em 11 de janeiro de 2018, de www.ssrn.com/abstract=1545864

Brandão, I. de F., Assunção, R. R., Ponta, V. M. R., & Rebouças, S. M. D. P. (2013). Fatores determinantes do disclosure de guidance das companhias listadas na Bm&Fbovespa. Revista Contemporânea de Contabilidade, 10(21), p. 87–114.

Brandão, I. de F., De Luca, M. M. M., & Vasconcelos, A. C. de. (2014). Características do guidance nas maiores companhias de capital aberto do Brasil. Revista Universo Contábil, p. 106–127.

Cabello, O. G., & Pereira, C. A. (2015). Efeitos das práticas de tributação do lucro na effective tax rate (ETR): uma abordagem da teoria das escolhas contábeis. Advances in Scientific and Applied Accounting, 8(3), p. 356–373.

Cabral, E. (2007). Ibri inicia discussão sobre guidance no Brasil. Revista Relações Com Investidores - RI, (110), p. 20–22.

Cheng, M., Subramanyam, K. R., & Zhang, Y. (2005). Earnings Guidance and Managerial Myopia. Recuperado em 10 de janeiro de 2018, de www.kellogg.northwestern.edu/accounting/papers/k.r%20subramanyam.pdf

Chi, C. W., Hung, K., Cheng, H. W., & Tien Lieu, P. (2015). Family firms and earnings management in Taiwan: Influence of corporate governance. International Review of Economics & Finance, 36, 88–98.

Consoni, S., Colauto, R. D., & Lima, G. A. S. F. de. (2017). Voluntary disclosure and earnings management: evidence from the Brazilian capital market. Revista Contabilidade & Finanças, 28(74), p. 249–263.

Cruz, N. V. S., Filho, J. M. D., Filho, J. B. C., Gomes, S. M. da S., Batista, A. B., & Andrade, C. M. (2015). Disclosure de guidance e desempenho das firmas listadas na BM&FBOVESPA. Contabilometria - Brazilian Journal of Quantitative Methods Applied to Accounting, 2(2), p. 47–64.

Cupertino, C. M. (2013). Gerenciamento De Resultados Por Decisões Operacionais No Mercado Brasileiro De Capitais. Tese de Doutorado em Administração, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Dechow, P. M., Sloan, R. G., & Sweeney, A. P. (1995). Detecting Earnings Management. The Accounting Review, 70(2), p. 193–225.

Doukakis, L. C. (2014). The effect of mandatory IFRS adoption on real and accrual-based earnings management activities. Journal of Accounting and Public Policy, 33(6), p. 551–572.

Fields, T. D., Lys, T. Z., & Vincent, L. (2001). Empirical research on accounting choice. Journal of Accounting and Economics, 31(1–3), p. 255–307.

Folster, A. (2016). Reflexos Dos Mecanismos De Governança Corporativa Na Evidenciação De Projeções De Resultados Futuros. Dissertação de Mestrado em Ciências Contábeis, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Folster, A., Camargo, R. V. W., & Vicente, E. F. R. (2015). Evidenciação de projeções de resultados futuros: um estudo da relação entre a projeção do ebitda e o desempenho financeiro. Revista de Gestão, Finanças E Contabilidade, 5(4), p. 108–124.

Gioielli, S. P. O., Carvalho, A. G. de, & Sampaio, J. O. (2013). Capital de risco e gerenciamento de resultados em IPOs. BBR-Brazilian Business Review, 10(4), p. 32–68.

Gu, Z., Lee, C. J., & Rosett, J. G. (2005). What Determines the Variability of Accounting Accruals? Review of Quantitative Finance and Accounting, 57, p. 313–334.

Gujarati, D. N., & Porter, D. C. (2011). Econometria Básica (5th ed.). São Paulo: The McGraw-Hill Companies.

Hair, J. F. (2005). Análise multivariada de dados (5th ed.). Porto Alegre: Bookman.

Han, J. (2013). A literature synthesis of experimental studies on management earnings guidance PT. Journal of Accounting Literature, 31(1), p. 49–70.

Healy, P. M., & Wahlen, J. M. (1999). A Review of the Earnings Management Literature and Its Implications for Standard Setting. Accounting Horizons, 13(4), p. 365–383.

Hirst, D. E., Koonce, L., & Venkataraman, S. (2008). Management earnings forecasts: A review and framework. Accounting Horizons, 22(3), p. 315–338.

Holthausen, R. W. (1990). Accounting method choice. Journal of Accounting and Economics, 12(1–3), p. 207–218.

Hsieh, P., Koller, T., & Rajan, S. R. (2007). Guidance: a desorientada prática de orientação de lucros. Revista Relações Com Investidores - RI, (110), p. 10–12.

Huguet, D., & Gandía, J. L. (2016). Audit and earnings management in Spanish SMEs. BRQ Business Research Quarterly, 19(3), p. 171–187.

Instrução CVM n. 480, de 7 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o registro de emissores de valores mobiliários admitidos à negociação em mercados regulamentados de valores mobiliários. Recuperado em 10 de janeiro de 2018, de www.cvm.gov.br/legislacao/instrucoes/inst480.html

Jaggi, B., & Sannella, A. (1995). The Association Between The Accuracy of Management Earnings Forecasts and Discretionary Accounting Changes. Journal of Accounting, Auditing & Finance, 10(1), p. 1–21.

Kasznik, R. (1999). On the Association between Voluntary Disclosure and Earnings Management. Journal of Accounting Research, 37(1), p. 57–81.

Krishnan, G. V., Pevzner, M., & Sengupta, P. (2012). How do auditors view managers’ voluntary disclosure strategy? The effect of earnings guidance on audit fees PT. Journal of Accounting and Public Policy, 31(5), p. 492–515.

Libby, R., & Rennekamp, K. (2012). Self-serving attribution bias, overconfidence, and the issuance of management forecasts. Journal of Accounting Research, 50(1), p. 197–231.

Lin, S., Radhakrishnan, S., & Su, L. (Nancy). (2006). Earnings Management and Guidance for Meeting or Beating Analysts’ Earnings Forecasts. SSRN Electronic Journal. Recuperado em 10 de janeiro de 2018, em

www.papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=928182

Macedo Neto, H., Vasconcelos, A. C. de, Luca, M. M. M. De, & Figueirêdo Junior, H. S. de. (2014). Fatores Incentivadores da Publicação de Guidance pelas Empresas do Ibovespa e sua Conformidade com o Pronunciamento de Orientação N° 04/2008 do CODIM. Sociedade, Contabilidade E Gestão, 9(1), p. 105–123.

Mahoney, W. F. (2008). Guidance: o bom, o ruim e o desagradável. Revista Relações Com Investidores - RI, (121), p. 26–29.

Marques, M., Rodrigues, L. L., & Craig, R. (2011). Earnings management induced by tax planning: The case of Portuguese private firms. Journal of International Accounting, Auditing and Taxation, 20(2), p. 83–96.

Martinez, A. L. (2001). “Gerenciamento” dos resultados contábeis: estudo empírico das companhias abertas brasileiras. Tese de Doutorado em Ciências Contábeis, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Martinez, A. L. (2013). Gerenciamento de resultados no Brasil: um survey da literatura. BBR -Brazilian Business Review, 10(4), p. 1–31.

Martins, G. D. A., & Theóphilo, C. R. (2009). Metodologia da Investigação Cientifica. São Paulo: Atlas (2nd ed.). São Paulo: Atlas.

Murcia, F. D.-R., & Wuerges, A. (2011). Accounting choices in the brazilian market: voluntary disclosure versus earnings management. Revista Universo Contábil, 7(2), p. 28–44.

Oliveira, A. M. (2017). Influência dos vieses de excesso de confiança e otimismo sobre gerenciamento de resultados em companhias listadas na bm&fbovespa. Dissertação de Mestrado em Ciências Contábeis, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.

Park, Y. W., & Shin, H.-H. (2004). Board composition and earnings management in Canada. Journal of Corporate Finance, 10(3), p. 431–457.

Paulo, E. (2007). Manipulação das informações contábeis: Uma análise teórica e empírica sobre os modelos operacionais de detecção de gerenciamento de resultados (volume I). Tese de Doutorado em Ciências Contábeis, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Perlingeiro, B. de C. L. (2009). Teoria das escolhas contábeis: fair value de derivativos em bancos no Brasil. Dissertação de mestrado em Ciências Contábeis, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Pronunciamento de orientação do CODIM n. 04, de 17 de Abril de 2008. Melhores práticas de divulgação de informações sobre o desempenho futuro da companhia – guidance. Recuperado em 11 de janeiro de 2018, de

www.codim.org.br/downloads/Pronunciamento_Orientacao_04.pdf

Rodríguez-Pérez, G., & van Hemmen, S. (2010). Debt, diversification and earnings management. Journal of Accounting and Public Policy, 29(2), p. 138–159.

Schipper, K. (1989). Commentary on earnings management. Accounting Horizons, p. 91–102.

Siegel, S., & Castellan Jr, N. J. (2006). Estatística não-Paramétrica Para Ciências do Comportamento (2nd ed.). Porto Alegre: Artmed Editora.

Silva, D. M., Martins, V. A., & Lemes, S. (2016). Escolhas Contábeis : reflexões para a pesquisa. Revista Contemporânea de Contabilidade, 13(29), p. 129–156.

Silva, G. C. P. DA, Pinto, S. K. D. M., & Paulo, E. (2016). Gerenciamento de resultados: uma comparação entre as companhias abertas brasileiras que divulgam e não divulgam o guidance. Revista de Administração E Contabilidade, 15(30), p. 135–156.

Sincerre, B. P., Sampaio, J. O., Famá, R., & Santos, J. O. dos. (2016). Debt Issues and Earnings Management. Revista Contabilidade & Finanças, 27(72), p. 291–305.

Scott, W. R. (2009). Financial Accounting Theory. Time (5th ed.). Toronto: Pearson Prentice Hall.

Toigo, L. A., Chiarello, T. C., & Klann, R. C. (2014). Accruals discricionários nas combinações de negócios e o preço das ações. Revista Contemporânea de Contabilidade, 55(47), p. 65–84.

Wang, Y., & Campbell, M. (2012). Corporate governance, earnings management, and IFRS: Empirical evidence from Chinese domestically listed companies. Advances in Accounting, 28(1), p. 189–192.

Watts, R. L. (1992). Accounting choice theory and market-based research in accounting. The British Accounting Review, 24(3), p. 235–267.

Xiong, Y. (2006). Earnings Management and Its Measurement: A Theoretical Perspective. Journal of American Academy of Business, Cambridge, 9(1), p. 214–219.

Zamri, N., Rahman, R. A., & Isa, N. S. M. (2013). The Impact of Leverage on Real Earnings Management. Procedia Economics and Finance, 7, p. 86–95.

Published

2019-03-12

How to Cite

Souza, J. L., Sanches, S. L. R., Sbardellati, E. C. de A., & Neumann, M. (2019). INFLUÊNCIA DA DIVULGAÇÃO DO GUIDANCE NAS ESCOLHAS CONTÁBEIS E GERENCIAMENTO DE RESULTADOS: UM ESTUDO DE DADOS EM PAINEL COM COMPANHIAS DO IBOVESPA. Advances in Scientific and Applied Accounting, 11(3), 430–447. Retrieved from https://asaa.anpcont.org.br/index.php/asaa/article/view/425

Issue

Section

ARTIGOS